Artigos

5 passos para correr sem dor

Para que haja bom funcionamento do pé durante a marcha/corrida, é preciso equilíbrio muscular, para manter o alinhamento da pisada durante o movimento.

Arraste para o lado e veja 5 maneiras de amenizar ou evitar a dor ao correr.

#DICA 1 – Quadril: o cérebro da corrida

Uma corrida eficiente e “correta” começa pela posição do quadril. Isso ocorre porque todos os movimentos se iniciam exatamente pela maneira como ele é posicionado ou acionado.

Dependendo da maneira como ele está posicionado, você acaba gerando um impacto negativo em várias outras partes, como a entrada do seu pé no solo.

#DICA 2 – A entrada do pé no solo

Grande parte dos corredores amadores, e até alguns profissionais, costumam iniciar o apoio no solo com o calcanhar, ou com o chamado retro-pé.

Eles estão errados? Não.

Eles estão deixando de correr com um bom desempenho? Também não, (talvez poderiam estar melhores).

Deslocando primeiro seu corpo a frente, naturalmente a entrada no solo passa a ocorrer mais abaixo dele e com o apoio inicial com a parte mais a frente do pé, ou médio-pé.

Assim, você absorve muito melhor o impacto e melhor aproveita a força em favor do deslocamento.

#DICA 3 – Melhore a aplicação da força contra o solo

Nós geramos o deslocamento na corrida a partir da aplicação da força contra o solo. Essa força aplicada é que gera nossa impulsão à frente.

A aplicação dessa força se dá pelo uso de algumas estruturas musculares (coxa, panturrilha, glúteo). E esse uso pode ocorrer de diversas formas, a depender de cada indivíduo.

Há também maior probabilidade de dor e lesão, a depender de como a força é aplicada.

Para correr corretamente, faça força de forma inteligente.

#DICA 4 – Melhore a postura ao correr

Recomendo basicamente que você evite duas condutas:

  • Evite jogar o tronco excessivamente para trás (correr com o peito estufado em excesso).
  • Evite inclinar o tronco exageradamente à frente, como se estivesse caindo, com aquela postura de “corcunda” mesmo (essa que está relacionada às posturas ruins do seu dia-a-dia).

E com o quadril encaixado, nem muito para trás, nem jogado para frente, mas alinhado com o resto do corpo.

Assim, procure manter uma leve inclinação do seu corpo à frente, de maneira uniforme. Acerte sua postura, na corrida e no dia-a-dia.

Sua vida vai mudar.

#DICA 5 – Atenção ao movimento dos braços

Você sabia que determinada maneira de movimentar os braços na corrida, além de fazer você gastar mais energia (sem necessidade), pode gerar problemas no tornozelo, no joelho e até mesmo no quadril?

Pois é! É o caso de quem corre cruzando os braços muito à frente do corpo.

Se você cruza muito o braço, você gira mais o quadril, que deveria permanecer o mais estável possível.

Você pisa também de forma mais instável, já que a perna compensa esse movimento, fazendo também um cruzamento à frente do corpo na direção contrária, mesmo que bem sutil.

Então, vamos ajustar o movimento do braço?

Quem diria que o braço poderia gerar influência e lesões nas pernas?

Entorse de tornozelo

A Entorse de tornozelo é uma lesão muito comum. Acontece tanto durante atividades esportivas como nas atividades do dia-a-dia. Basta perder o equilíbrio, pisar num

Leia mais »

Tendinite calcâneo

Problemas na região do tendão de Aquiles são uma das principais queixas que levam as pessoas a procurar ajuda de especialistas nas clínicas de ortopedia.

Leia mais »